Tudo sobre Ejaculação Precoce: Sintomas, Tratamentos e Causas

O que é Ejaculação precoce?

A ejaculação precoce ocorre quando um homem tem um orgasmo mais cedo do que o esperado durante a relação sexual. Se isso acontecer uma ou outra vez, não há motivo para preocupação. Mas se esse for um problema recorrente, é importante procurar um médico.

A maioria das definições para ejaculação precoce definem como pequeno tempo de latência ejaculatória de cerca de 1-2 minutos, falta do controle sobre a ejaculação ou incapacidade de retardar a ejaculação, aflição pessoal, dificuldades interpessoais ou de relacionamento e insatisfação com a relação sexual.

Se for o seu caso, não se preocupe: ejaculação precoce é um problema relativamente comum. Estimativas mostram que um em cada três homens apresentam essa condição.

Tipos

Como sexualidae é um tema muito amplo, e a ejaculação precoce se encaixa dentro desse tema, existem algumas classificações diferentes para o tema tratato.

  • EP Primária – Herdada geneticamente ou ocorre devido a problemas comportamentais desde período da infância (sexo desaprovado, masturbações rápidas e frequentes,etc)
  • EP Secundária – Ocorre devido a razões psicológicas ou físicas sendo que o paciente já teve atos sexuais “normais” anteriormente. Pode ser temporário ou duradouro
  • EP Variável: ocasionalmente experimenta uma ejaculação precoce. Não é um problema, mas uma variação do tempo de ejaculação do homem
  • EP Ocasional ou situacional – Ocorre às vezes ou com determinas parceiras (novas principalmente)Como vocês podem ver é um problema bem variável, pode ocorrer de diversas formas e situações diferentes.

    Causas

Apesar de não existir uma causa específica, a maioria dos casos é causado pelo fator psicológico. Podemos dividir os fatores em fiísicos, genéticos ou psicológios, abaixo segue uma lista detalhando alguns desses fatores.

Físicas

  • Hipersensibilidade na zona peniana;
  • Problemas da próstata;
  • Doenças associadas (ex. Diabetes, hipertensão ou abuso álcool);
  • Problemas na Tiróide (Hipotiroidismo ou Hipertiroidismo);
  • Lesões na Coluna Vertebral.

Psicológicas

  • Disfunção erétil;
  • Ansiedade;
  • Stress;
  • Depressão;
  • Problemas de relacionamento;
  • Pouca confiança em si mesmo;
  • O uso de alguns medicamentos, como psicotrópicos, pode causar ejaculação precoce.

Sintomas de Ejaculação precoce

O primeiro sintoma de ejaculação precoce é quando a ejaculação acontece antes do esperado. No entanto, esse problema pode acontecer em qualquer situação sexual, inclusive durante a masturbação.

Os médicos costumam classificar a ejaculação precoce em duas categorias: primária e secundária. A ejaculação precoce primária é caracterizada por problemas identificados durante toda a vida do paciente.
Veja a seguir:

    • Dificuldade de segurar uma ereção com menos de um minuto de penetração
    • Inabilidade de retardar a ereção durante o ato sexual

Estresse, frustração e o ato de evitar intimidade sexual com o parceiro.Já na ejaculação precoce secundária, o homem manifesta exatamente os mesmos sintomas da ejaculação primária, com a diferença de que os sintomas nem sempre fizeram parte de sua vida sexual. Homens que apresentam esse tipo de ejaculação precoce mantinham relações sexuais satisfatórias no passado e manifestaram o problema por algum motivo.

Tratamento

Dependendo do caso, os sintomas da ejaculação precoce podem ser significativamente reduzidos.

Na maioria dos casos, os tratamentos são centrados em gradualmente treinar e melhorar a habituação mental para o sexo e o desenvolvimento físico de controle de estímulos. Em casos clínicos, vários medicamentos estão sendo usados para ajudar a diminuir a velocidade da ejaculação.

Muitos fisioterapeutas sexuais prescrevem uma série de exercícios para que os homens possam adquirir o controle da ejaculação. O exercício mais comum é o da técnica do “começa-e-pára”. O objetivo desta técnica é fazer com que o homem se torne acostumado a manter a ereção por um período prolongado de tempo enquanto gradualmente vai aumentando sua tolerância. Para fazer este exercício, o homem obtém a ereção através de estimulação própria, ou masturbação. Após atingir a ereção, ele pára de se estimular até ele começar a perder sua ereção; neste ponto, ele volta a se estimular. Gradualmente, depois de um período de várias semanas, ele se tornará hábil em se estimular por períodos maiores de tempo, até atingir o controle da ejaculação.

A parceira do homem tem um papel importante em torná-lo capaz de superar o problema da ejaculação precoce. Sem um suporte emocional, o homem é menos propenso a atingir um nível de relaxamento necessário para sua satisfação sexual. Ambos os parceiros devem comunicar seus sentimentos abertamente e com sensibilidade.

A hipnose também foi provada como um tratamento efetivo para a ejaculação precoce. Acredita-se que a ejaculação é um hábito subconsciente e que dando à mente sugestões hipnóticas de durar mais tempo a ereção, o problema pode ser significativamente aliviado, se não completamente curado. A maioria dos homens relata uma ótima melhora com apenas poucas sessões de hipnose e os que levam a sério e fazem todas as seções por completo na maioria dos casos acabam destruindo a ejaculação precoce por completo.

Segue um vídeo muito legal com 3 Exercícios Simples que podem lhe ajudar muito na resolução da Ejaculação Precoce:

Eaí Gostou?? Bora praticar né!!

Diagnóstico

A conversa com o médico basta para ele realizar o diagnóstico, juntamente com um exame físico completo e uma conversa um pouco mais aprofundada sobre histórico de saúde.

Se o paciente apresentar ejaculação precoce e, ao mesmo tempo, problemas em manter uma ereção, o médico poderá solicitar alguns exames de sangue para checar os níveis de testosterona na corrente sanguínea.

Diagnóstico diferencial

A ejaculação prematura deve ser distinguida da disfunção erétil relacionada ao desenvolvimento de uma condição médica geral. Alguns indivíduos com disfunção erétil podem usar suas estratégias para atrasar o orgasmo. Alguns requerem uma prolongada estimulação (sem ser de coito) para desenvolver um grau de ereção suficiente para a penetração. Em algumas pessoas, o estimulo sexual pode ser tão grande que a ejaculação ocorre imediatamente. Problemas ocasionais com a ejaculação precoce que não são persistentes ou recorrentes ou não são acompanhados por estresse forte ou dificuldades interpessoais não são considerados como um problema real de ejaculação precoce. O médico também deve levar em conta a idade do paciente, experiência sexual, atividade sexual recente e o carinho da parceira. Quando os problemas com ejaculação precoce são causados exclusivamente por uso de substâncias, uma “disfunção sexual induzida por substância” pode ser diagnosticada.

Prevenção

Uma comunicação aberta entre os parceiros pode ajudar a reduzir os riscos de ejaculação precoce, embora não exista uma forma exata de se prevenir o problema.

Conclusão

Para tratar o distúrbio da ejaculação precoce, é preciso paciência, motivação e falar sobre isso. Não deixe o embaraço e a vergonha tomarem conta do problema, não perca tempo e não se feche em si mesmo.

Se sofre de ejaculação precoce, existem várias soluções e tratamentos disponíveis, como medicamentos, consultas com um sexólogo, preservativos adequados ou retardantes em toalhetes ou em spray. Muitos homens sofrem com isso, pontualmente ou com mais frequência, os médicos são, portanto, frequentemente consultados para este tipo de problema. Não tenha vergonha de falar com ele sobre esse assunto.

A ejaculação precoce não é uma doença e, como tal, é agora possível encontrar a causa e tratá-la. Não demore! Porque quanto mais esperar, mais irá perder a confiança em si mesmo.